Possivelmente inferior a "excelente"

Os blogues podem incluir conteúdos sensíveis ou desencadeadores. Aconselha-se a discrição do leitor.

Antes de mais. Olá; Chamo-me Alexei. Normalmente, sou um alter sarcástico e cínico que interpõe os seus pensamentos nos posts de outros blogues entre [parênteses]. Mas hoje tenho muito em que pensar e quero falar sobre isso.

Aviso. Como o título indica, este pode ser um post "menos que excelente". Não é esse o objetivo. Pretende-se que seja uma expressão de pensamentos e sentimentos que andam a vaguear na nossa mente sem uma resolução. Como um dos protectores-perseguidores do nosso sistema, por vezes as coisas que digo soam muito mais duras ou críticas do que pretendo. Mas isto também não é dirigido a ninguém em particular. É apenas... partilhar o que sinto através da escrita.

-=-=-=-=-

Então.

Que tipo de loucura é esta que faz com que o nosso sistema esteja tão preocupado com o facto de não sermos excelentes neste blogue?

Bem... para sermos honestos, não temos a certeza absoluta.

E é por isso que é tão confuso e confuso para nós

Espero que, ao escrever isto, consiga organizar os meus pensamentos de forma a poder pensar no nosso próximo passo.

Mas também estou ciente de que não tenho todos os factos. E, nesta altura, com algumas das coisas que estão em jogo, posso nunca poder obter toda a história de todos os lados e todos os factos.

Para ser sincero, isso assusta o meu cérebro com TEPT. Mas falarei mais sobre isso quando chegar ao assunto.

É altura de ir direto ao assunto.

[respiro fundo, consciente de que posso estar a incendiar toda a segurança que o nosso sistema tem trabalhado para ter neste "espaço seguro"].

Não vou fingir que o nosso sistema é completamente alheio ao "drama" mais ou menos "recente" no Discord e no sítio Web desta comunidade.

No entanto, também não conhecemos a totalidade da situação, devido a múltiplos factores.

Muitas coisas simplesmente não nos dizem respeito e, por isso, ignoramo-las. [ou, pelo menos, não nos damos ao trabalho de voltar atrás e ler tudo, decidindo, em vez disso, acreditar que as coisas são capazes de avançar a partir do presente]

Outras vezes, estávamos simplesmente demasiado ocupados a tratar da nossa própria vida para termos energia extra disponível para ler e tentar ajudar situações. Houve uma altura em que pensámos que poderíamos ajudar, mas estávamos preocupados com o facto de estarmos a assumir um papel de mod, que não temos. Por isso, simplesmente... ignorámos a situação.

Agora... isto pode ser apenas uma forte reação de PTSD [admito-o 100%], mas não conhecer todos os lados da história torna muito difícil para nós estarmos confortáveis aqui [neste site e no Discord].

Deduzimos e lemos que grande parte do verdadeiro drama veio da veia das declarações falsas. O nosso sistema nunca viu acontecer uma fakeclaiming propriamente dita [pelo menos, não no sentido do termo que conhecemos. E talvez a nossa própria definição de "fakeclaiming" precise de ser trabalhada. De facto, não sei neste momento].

Talvez tenha sido melhor não termos visto nada disto, porque as pessoas disseram que era suficientemente mau para fazer com que os sistemas com múltiplos diagnósticos de DID se questionassem.

Mas o facto é que, para o nosso sistema, toda a situação se tornou a palavra de um indivíduo contra a de outro, contra a de outro. E, para ser franco, pelo que vimos, houve muitos utilizadores que pareciam estar a agravar propositadamente a situação contra um indivíduo, que já estava num estado elevado de mágoa e a sentir-se indesejado/desconfortável.

Vi a pessoa reagir de uma forma que eu também teria reagido.

Pareciam [pelo que o nosso sistema viu] estar a tentar ultrapassar a situação. Nós vimos vários outros, aparentemente, agitaram propositadamente esta pessoa e trouxeram a situação de novo à baila, depois de supostamente ter sido ultrapassada. E depois vimos essa pessoa reagir, possivelmente com mágoa e algum nível de medo, ao facto de o assunto ter sido abordado. [O que, na minha opinião, é compreensível.]

Vi pessoas a tomar o partido oposto. E depois vi este indivíduo fazer uma publicação num blogue. Os sentimentos e emoções contidos nessa publicação no blogue eram loucamente relacionável. Houve alguma conversa que pode ter ficado mais próxima do lado das declarações falsas, mas não foi dirigida a ninguém em particular [pelo menos... o nosso sistema não conseguiu perceber que era]. Parecia muito mais um aspeto geral relacionado com os sentimentos que estavam a expressar no post, e falando sobre como a situação como um todo os fazia sentir]

Agora, mais uma vez, o nosso sistema NÃO tem a história toda. Também não estamos a pedi-las.

Estou apenas a compilar as minhas ideias.

Eu não sou a pessoa em causa, por isso não sei que tipo de papéis de sistema é que cada um tem. Mas muito da forma como a pessoa reagiu fez-me lembrar de mim.

Gosto de fingir que sou apenas um protetor, mas tenho provado repetidamente ao meu sistema que também sou um perseguidor.

Melhorei em alguns aspectos, mas há áreas em que falho.

Continuo a envolver involuntariamente o nosso sistema em muitas falhas de comunicação e mal-entendidos, apenas porque a minha voz e texto tendem a ter tons mais zangados quando estou stressado/incomodado/assustado/magoado/etc.

Sabe-se lá como, já causei muito stress desta forma apenas em privado com a minha mulher/parceiro e connosco. Só posso imaginar a merda em que nos meteria se falasse mais noutras situações.

Mas o que quero dizer é... onde é que alters como eu [especialmente nos meus dias de maior perseguição] podem existir e falar sobre as nossas próprias coisas sem serem tratados como se fôssemos o problema? [E não estou a dizer que não havia problemas reais. Como estou sempre a dizer, não conhecemos a situação toda]

Desde o "drama", o nosso sistema tem significativamente reduzir o número de acessos ao servidor Discord.

Até evitámos mais o sítio e não interagimos tanto como anteriormente.

Nós... ou pelo menos I...não se sentem seguros.

O mais provável é que se trate de uma reação de PTSD.

Mas todas as emoções - emoções genuínas, não necessariamente os pensamentos e o contexto que lhes estão associados, mas as próprias emoções - são válidas.

Por exemplo, mesmo que a minha declaração não tenha a intenção de magoar alguém, a mágoa que causei continua a existir e é da minha responsabilidade pedir desculpa, tentar explicar melhor o que quis dizer e tentar melhorar a minha comunicação. Da mesma forma, depois de feitas as correcções, e se a intenção real também não foi prejudicial, não deveria ser da responsabilidade da outra pessoa aceitar o erro de comunicação como tal - erro de comunicação - e seguir em frente?

Agora, sei que é um pouco mais difícil nos sistemas. Podem surgir mais alters/fragmentos que ainda guardam mágoas da situação que não foi possível resolver por uma razão ou outra.

Gostaria muito de dar um exemplo muito pessoal desta situação, mas atualmente não me sinto à vontade para o fazer. Ainda é um ponto sensível para mim, e também gostaria de falar com a minha mulher mais aprofundadamente sobre o assunto antes de o partilhar também.

Mas digamos que, há uns anos atrás, fiz mais ou menos um ultimato. Olhando para trás, não devia ter dito isso, e podia ter sido mais bem formulado e comunicado.
Estava a tentar proteger o meu sistema da dor, mas também magoei gravemente o meu sistema-parceiro.
Desde há cerca de um mês, ainda há alters no sistema deles que estão a expressar a mágoa que lhes causei. Muitos destes alters demoraram muito tempo a sentir-se confortáveis e vulneráveis o suficiente para voltarem a falar nisso, e apesar de no início não ter gostado muito disso... é válido. No entanto, houve definitivamente algumas tentativas e erros quanto à forma como estas coisas são trazidas à tona, porque há muitas das minhas próprias emoções ligadas à situação que ainda não consegui resolver e que causam reacções negativas por medo quando são trazidas à tona.

Tiveram de ter um pouco mais de cuidado com o quando, o onde e o como falam desses sentimentos, para que eu possa estar à frente e também no espaço de espírito adequado para os ouvir sem causar mais problemas. Mas também tive de ter muito mais cuidado para me certificar de que estou a responder-lhes com empatia e não apenas com a minha própria mágoa. As minhas coisas terão a sua vez, quando eu for capaz de as trazer à baila. Não é da responsabilidade deles ajudar-me a resolver esses sentimentos até que eu esteja em condições de os trazer à tona [muitos deles ainda estou a tentar perceber se consigo resolver sozinho, porque algumas das minhas palavras estavam verdadeiramente erradas, e não é da responsabilidade deles resolverem-nas por mim]

Enfim... acho que o que estou a tentar dizer é que o nosso sistema está a ter dificuldade em sentir-se seguro e confortável num lugar que é suposto ser seguro para os sistemas. É possível que se trate apenas de uma reação de PTSD quando se trata de situações em que se baseia no que as pessoas dizem e não em algo que possamos ver por nós próprios.

Mas tudo isto faz-me sentir que alters como eu nem sequer estão seguros para serem nós próprios num lugar que é suposto ser um lugar seguro para todas as partes da comunidade dissociativa.

Não estou a dizer para permitir declarações falsas. Apenas... não.

Mas também quero ter a certeza de que os alters com mais vibrações de "perseguidor" têm um espaço seguro para serem eles próprios. Especialmente porque os perseguidores são apenas protectores com um monte de respostas traumáticas. Somos mais duros e agressivos, por vezes, porque muitas vezes nos confrontámos com ambientes onde essa era a única forma de estarmos minimamente seguros.

Eu só... quero ter um espaço seguro também.

E eu esperava realmente que esta comunidade pudesse ser isso.

Mas, neste momento, é muito difícil sentir-me segura, apesar de o nosso sistema ainda não ter sido repreendido uma única vez.

-Alexei

2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
saoirse.t-e-c
Administrador
22 dias atrás

Durante a sua existência, este é o único verdadeiro "Drama" que alguma vez tivemos na terra dos cafés.

Não quero falar sobre "O Drama" em pormenor - não acho que seja justo, porque tenho uma visão parcial. Parte do que não foi visto no Discord foram as várias horas de conversas privadas. Outras partes de "The Drama" chegaram ao Discord público, mas foram removidas pelos seus autores antes que toda a gente as pudesse ver. Continuo a não gostar da forma como tudo aconteceu e continuo a questionar-me sobre o que deveríamos ter feito.

Para ser claro, não acho que este post seja "não-excelente" de forma alguma. Acho que é perfeitamente válido ter estes sentimentos. Dei por mim a querer autocensurar-me e sou eu que dirijo o raio do site. Isso é uma confusão.

Estou aberto ao que as pessoas pensam que devemos fazer para tentar sarar esta ferida na nossa comunidade. Não quero que isto se torne um sítio onde as pessoas não possam ser verdadeiras e não possam dizer o que pensam. Há um aviso em todos os posts do blogue por uma razão - espero que alguns deles sejam picantes. Espero que alguns deles sejam provocadores.

De certa forma, sinto que fiz asneira ao censurar a pessoa que agora saiu. Ao mesmo tempo, recebi várias queixas sobre eles e tive de fazer alguma coisa, porque estávamos prestes a perder as pessoas que apresentavam as queixas. Foi uma grande confusão.

Saltar para o conteúdo