Ferido

Os blogues podem incluir conteúdos sensíveis ou desencadeadores. Aconselha-se a discrição do leitor.

TW: transfobia e alguns dos argumentos "cristãos" típicos contra a nossa existência

Arriscámo-nos a entrar em contacto com um velho amigo. Ele faz parte do exército ou da guarda nacional ou qualquer coisa do género, e o nosso velho e-mail com o nome morto recebeu um e-mail de atualização da sua mulher sobre ele estar novamente no estrangeiro.

Costumávamos escrever-lhe cartas em missões anteriores, especialmente na nossa adolescência, quando ainda fazíamos parte do grupo de jovens da igreja que ele e a mulher dirigiam.

Estas duas pessoas eram duas pessoas com quem tínhamos realmente esperança de continuar a ser amigos para toda a vida... pois as coisas que surgiam quando estávamos em contacto mais próximo, estavam todas de acordo.

Mas estávamos um pouco preocupados. Não nos lembrávamos de ter falado de qualquer tipo de temas LGBTQ+... tínhamos perdido o contacto com ambos há vários telemóveis e, por isso, praticamente não pensámos em voltar a falar com eles.

Por isso, houve toda uma discussão dentro do nosso sistema sobre se deveríamos sequer escrever... o nosso e-mail estava provavelmente numa velha lista de "atualização de implementação". Por isso, não nos devíamos sentir obrigados a escrever, correto?

Finalmente convencemo-nos a escrever-lhe de volta. Dissemos-lhe que éramos trans (mais fácil do que explicar numa única carta todo o percurso até ao nosso atual rótulo de genderfluid). Dissemos-lhe o nosso novo nome (pelo menos para ele). Não me lembro se dissemos que o tínhamos mudado legalmente quando nos casámos (sei que demos muito poucos, se é que demos ALGUNS, pormenores sobre o casamento, apenas por estarmos preocupados com todo o assunto LGBT+ que já estávamos a trazer à baila), mas o benefício da dúvida de que talvez não tenhamos mencionado a MUDANÇA LEGAL DE NOME foi a razão pela qual hoje recebemos uma carta endereçada a [Deadname]. (obviamente não, com base nos TWs... mas foi o que pensámos quando fomos à caixa do correio)

É um pouco engraçado o facto de não nos ter sido dado um apelido no envelope. Gostava mesmo de me lembrar se lhe dissemos que éramos casados, mas também é um pouco engraçado imaginar que ele ficou confuso ou assumiu que mudámos simplesmente o nosso apelido e o nosso primeiro nome (tecnicamente, mudámos... mas o sistema da nossa mulher/parceira também recebeu um sim/não, uma vez que sabíamos que eles queriam mudar o seu nome de família para coincidir com o nosso, e nós apenas mudámos o nosso nome através do casamento... olhando para trás, fico um pouco triste por não termos criado um apelido único juntos. Podia ter sido divertido ^^)

Nós SABEMOS que dissemos que estávamos aterrorizados com o tipo de reação que iríamos ter. Até (meio a brincar... mas também meio a sério) sugerimos queimar a carta que lhe escrevemos e fingir que ela nunca existiu

A resposta que recebemos hoje foi... nada boa.

Abriu com:

[Nome morto],

Sempre adorei esse nome. É único, tal como tu eras no grupo de jovens.

...

...

yay (sarcasmo)

O texto incluía actualizações sobre a família deles, que nós realmente pedimos. Durante vários anos, tomámos conta deles sempre que necessário. (pelo menos durante parte de uma das suas deslocações, era basicamente todos os dias da semana, para que a sua mulher pudesse ir trabalhar). O nosso sistema viu o seu primogénito passar de recém-nascido a uma criança muito enérgica, e viu como essa criança se transformou num irmão mais velho para o segundo filho. Por isso, é claro que tínhamos curiosidade em saber como estavam a crescer e como estava a sua mulher.

E depois começou a dizer que Deus não comete erros. Que nós, como humanos, cometemos. Ele continua dizendo que viu amigos tentarem "preencher o buraco" dentro deles com drogas, sexo, dinheiro, filhos e comida. E como eles sempre encontraram alguma felicidade, mas nunca alegria. E depois como só Deus pode preencher esse vazio e trazer-nos alegria e esperança.

...porque é que ele está a assumir que não temos alegria? Porque, caramba... o Alexei quer mesmo responder com factos muito concretos sobre como, desde que fomos aceites como SOMOS AGORA, só agora temos experimentado alegria. Sobre o quão miseráveis éramos quando vivíamos sob o nome que nos foi dado por pessoas que nos violaram desde que éramos BEBÉS e continuaram a fazê-lo até HÁ MENOS DE UM ANO.

Além disso, começa por encerrar a sua carta com:

Bem, [Deadname], estou a rezar pela verdade na tua vida. Não é fácil de ver, mas é imutável, tal como Deus.

...

...

...

...

...

Esperava mesmo, mesmo muito, que não recebêssemos resposta, ou algo... melhor do que isto.

Mais uma vez, perguntamo-nos... porque é que temos de lidar com TANTAS COISAS DIFERENTES E ESTRESSANTES AO MESMO TEMPO???

Porque é que estas coisas não podem vir uma de cada vez???

De qualquer forma... provavelmente vamos comer um monte de comida de plástico. Talvez encomendar alguma coisa, se o nosso parceiro-sistema achar que não há problema com as nossas finanças. Talvez jogar mais um pouco de TOTK para podermos ajudar o Alexei e as outras pessoas mais zangadas e magoadas a libertar alguma da sua raiva batendo num monte de bokoblins e octoroks e coisas do género. Ou talvez jogar algo mais calmo como Stardew... veremos. Talvez tentar encontrar algo LGBT+ positivo para nos concentrarmos.

-Escrito por muitos de nós

2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
musa
30 dias atrás

Oh, não, fractals, lamento imenso que tenhas passado por isso. -Muitos abraços se quiseres-

Passámos por algo semelhante com o meu irmão. Com o DID, mudámos o nosso nome porque o anfitrião original tinha desaparecido e o nome trazia-nos recordações horríveis. O irmão não compreendia e não se importava. E depois, quando mencionei algo sobre o Paganismo, ele começou com um longo discurso sobre como os Pagãos são terríveis e as abominações que são. Isto vindo de um homem gay que teve de ir para outro estado para se casar porque a sua igreja no seu estado não o permitia. -_- tantos sentimentos por vocês, fractais. 🫶🏻

Saltar para o conteúdo